A celulite, nome popular que damos à lipodistrofia ginóide, faz parte do dia a dia de 95% das mulheres após a puberdade. Tem como principal característica as ondulações na pele, principalmente nas coxas e no bumbum. A boa notícia é que a celulite pode ser tratada. Neste post você vai conhecer os tipos de celulite, saber mais sobre as suas causas e como eliminá-las. Acompanhe!

tipos de celulite

Quais são os tipos de celulite?

Essa saliência pode ser classificada quanto à sua evolução e quanto ao seu aspecto.

Quanto à sua evolução, ela é classificada em graus. Veja!

Grau I

Nesse estágio ela aparece com algumas alterações na derme de forma inicial. Não visível e nem palpável.

Grau II

Não visível e palpável, mas já é observado o aspecto da pele em casca de laranja. Derme fria, pálida e com elasticidade reduzida.

Grau III

Palpável e visível.

Grau IV

Ondulações na derme visíveis, maiores e palpáveis, aderidos a planos profundos e muito dolorosos.

Também pode ser classificada quanto à consistência da pele. Acompanhe!

Flácida

O aparecimento acontece em pessoas sedentárias e mulheres que perderam muito peso, levando à flacidez.

Dura

O aspecto de casca de laranja apenas é evidente se comprimirmos com os dedos. Muito comum em mulheres jovens, com atividade física regular.

Edematosa

Evidente em mulheres que fazem uso de anticoncepcionais. O sinal da casca de laranja e o edema é precoce.

Mista

Pode acontecer de surgir celulite endurecida na face externa da coxa e já ter a forma flácida na face interna.

Quais são as causas da celulite?

São diversas as causas da celulite, e isso pode acontecer devido a um desequilíbrio entre a quantidade de gordura e a massa muscular.

No entanto, entre as principais causas estão o excesso de peso, sendo que mulheres magras também podem ter celulite. Podemos destacar como os fatores mais evidentes para o aparecimento da celulite:

  • distúrbios circulatórios;
  • fatores genéticos;
  • medicamentos, entre eles o anticoncepcional;
  • terapia de reposição hormonal;
  • obesidade;
  • disfunções intestinais;
  • alimentação: excesso de açúcar, sal e álcool;
  • fatores hormonais relacionado ao estrogênio, que atua em todas as fases da formação da celulite;
  • sedentarismo;
  • gravidez;
  • tabagismo.

Como tratar os tipos de celulite?

Existem medicamentos via oral (mesoterapia) para tratar a celulite, que devem ser prescritos por um médico dermatologista. No entanto, os tratamentos mais eficazes são os estéticos, a destacar os que seguem abaixo!

Drenagem linfática

A drenagem linfática é indicada para os estágios iniciais da celulite. Essa massagem estimula a eliminação de líquidos e toxinas do corpo.

Massagem modeladora

A massagem modeladora vai atuar sobre o sistema linfático e as placas de gordura. Os efeitos desse tratamento podem ser potencializados com a combinação de criolipólise, laser ou ultrassom.

Radiofrequência

A radiofrequência está entre os tratamentos mais eficazes para a celulite. O aparelho faz uso de uma radiação eletromagnética de alta frequência, que agita as moléculas de água e aumenta a temperatura corporal, contribuindo para a reestruturação do tecido.

Criolipólise

O aparelho é colocado na superfície da pele. A partir disso, acontece o congelamento das células de gordura, que se rompem.

Vale lembrar que manter uma alimentação saudável, a ingestão de líquidos e a prática de atividades físicas são fortes aliadas para combater os vários tipos de celulite. Ademais, os tratamentos estéticos também são indicados, e podem ser usados para potencializar o tratamento contra a celulite.

Se você gostou deste post sobre os tipos de celulite, suas causas e como eliminá-las, compartilhe nas suas redes sociais para que mais pessoas possam conhecer mais sobre o tema!