A massagem relaxante é usada para combater várias doenças e proporciona o relaxamento, desde a Grécia antiga. Nos dias atuais, ela é procurada principalmente para aliviar o estresse do dia a dia e também para fins estéticos e terapêuticos.

No entanto, é importante ficar atento às contraindicações, já que muitas pessoas desconhecem que a massagem relaxante também pode causar transtornos à saúde. Quer saber tudo sobre massagem relaxante? Então continue a leitura e confira!

O que é massagem relaxante?

A massagem relaxante é uma técnica que melhora a circulação sanguínea, amplia o fluxo de nutrientes, remove substâncias tóxicas das células, alivia a dor e promove maior flexibilidade ao corpo. Do ponto de vista psicológico, ela cria uma sensação de bem-estar e felicidade, sendo eficaz para o alívio do estresse.

Ela é aplicada por meio de movimentos firmes e suaves pelo corpo, aliviando tensões e relaxando a musculatura. Sua aplicação é feita com o uso de cremes ou óleos corporais e é definida em três tipos que listamos a seguir!

1- Massagem com deslizamento

É realizado um movimento lento de alisamento com as mãos que ajuda a cliente a relaxar. Esse movimento também se mostra eficaz ao ser utilizado com outros movimentos. Seus efeitos são alívio da dor, eliminação da tensão e espasmo muscular, além de um relaxamento significativo que pode produzir um efeito sedativo a paciente.

2- Massagem com amassamento

Essa técnica promove a compressão e liberação dos músculos e tecidos subcutâneos. O efeito da compressão e liberação dos músculos nas veias se enchem e se esvaziam alternadamente promovendo a melhora da elasticidade da pele, do fluxo sanguíneo e o alívio na congestão dos leitos capilares.

3- Massagem com fricções

Esse tipo de massagem relaxante se faz com movimentos breves, precisos e penetrantes realizados em direção circular. Eles são realizados pelas pontas dos dedos e também podem ser feitos com o polegar ou a palma da mão. Essa técnica promove a vasodilatação.

Todas essas técnicas podem ser utilizadas de forma alternada, de acordo com sua eficácia, para cada tipo de problema que a cliente apresenta. Elas são muito positivas e seus efeitos são rápidos e assertivos, quando usada com responsabilidade.

Em quais casos a massagem relaxante é indicada?

A massagem relaxante é indicada para os casos de:

  • dores musculares;
  • espasmos;
  • contrações;
  • obesidade;
  • fadiga;
  • falta de apetite sexual;
  • paralisia;
  • luxações e edemas;
  • distúrbios digestivos;
  • distúrbios circulatórios;
  • reumatismo e calcificações articulares;
  • pré e pós cirúrgicos em estética;
  • contorções musculares, nevralgia e artrite;
  • paralisias e lesões de modo geral.

Vale ressaltar que, em determinados casos, é primordial ter uma avaliação e aprovação prévia de profissional responsável para que a massagem relaxante seja aplicada.

Em quais casos ela é contraindicada?

Por incrível que pareça, em muitos casos, a massagem relaxante é contraindicada e, fazer uma entrevista com um profissional que vai aplicar a técnica é fundamental para identificar problemas de saúde que possam ser agravados com os movimentos da técnica de relaxamento. A seguir, vamos citar alguns deles:

A massagem relaxante não é interessante nos casos de:

  • fraturas (antes de estarem solidificadas);
  • hemorragias;
  • queimaduras recentes;
  • febres infecciosas
  • câncer;
  • descalcificações graves;
  • trombose e feridas abertas.

Na maioria desses casos, a massagem relaxante poderia causar dores, agravar o problema e, até mesmo, gerar novas lesões a paciente. Por isso, é de extrema importância que o(a) profissional de massagem esteja atento em caso de patologia da cliente. Assim, ele(a) pode fazer a massagem apenas nos casos que não correspondem risco a paciente.

Como vimos, não é uma tarefa difícil avaliar as indicações e contraindicações da massagem relaxante. Essa prática pode ser muito positiva e render resultados incríveis quando usada com sabedoria. Vale ressaltar que, contar com o auxílio de um(a) profissional qualificado(a) e fazer a anamnese prévia são fatores indispensáveis para o sucesso da prática.

E então, o que achou do nosso post? Você já experimentou a massagem relaxante ou tem curiosidade? Deixe um comentário aqui!