Para quem deseja uma ajuda extra para perder gordura localizada, a criolipólise é uma ótima aliada.

O procedimento conta com a ajuda da tecnologia para eliminar a gordura em regiões do corpo onde a mesma se instala mais facilmente, como o abdômen.

Neste artigo você vai saber o que é a criolipólise e como funciona. Acompanhe!

O que é e como funciona a criolipólise?

Criolipólise é um procedimento de resfriamento controlado da gordura corporal. Para isso, é usado um aparelho sobre a pele, que tem como objetivo congelar o tecido adiposo de determinada região o seu corpo.

criolipólise

Esse congelamento das células de gorduras é feito submetendo a região a baixíssimas temperaturas.

Com isso, acontece o congelamento e quebra das células, e a gordura é expelida naturalmente pelo seu organismo.

O procedimento é de baixa complexidade e a criolipólise pode ser feita em várias áreas do corpo como:

  • abdômen;
  • coxas;
  • tórax;
  • braços;
  • quadril.

O aparelho, se colocado diretamente sobre a pele, pode causar queimaduras.

Por isso, o(a) profissional que conduz o trabalho passa um gel protetor na pele e depois posiciona o equipamento na região a ser tratada.

Mantas especiais também são usadas para evitar o contado direto com a derme.

O aparelho faz a sucção da pele e da gordura, resfriando essa área por aproximadamente uma hora, entre -7 a -10ºC.

Não é indicado que se exceda muito o prazo de 60 minutos, pois esse é o tempo necessário para que as células de gordura sejam congeladas.

Após esse resfriamento, as células de gordura são “quebradas” e eliminadas naturalmente pelo sistema linfático.

Quanto tempo leva para ver o resultado da criolipólise?

O resultado, como todo procedimento estético, vai depender de cada organismo, mas na maioria dos casos, é possível evidenciar resultados logo após a primeira sessão.

Drenagem linfática é uma grande aliada

Após o procedimento da criolipólise, é recomendado que você faça sessões de massagem. Isso é importante para uniformizar a área que recebeu o tratamento.

Além disso, com massagens de drenagem linfática, você ajuda o seu organismo a eliminar a gordura e agilizar os resultados.

O número de sessões indicadas vai depender do resultado individual de cada paciente, mas recomenda-se de 3 a 5 sessões por semana.

Quem não pode fazer a criolipólise?

A criolipólise não é indicada para os seguintes casos:

  • pessoas com excesso de peso e obesidade, pois a quantidade de gordura corporal não trará o efeito desejado;
  • mulheres grávidas;
  • pessoas com alterações na sensibilidade da pele devido a diabetes;
  • hérnia no local a ser tratado;
  • pessoas que têm doenças relacionadas ao frio;

Cuidados

Para maior segurança durante seu tratamento, é indicado realizar o procedimento com um aparelho que seja certificado, e que também esteja com a manutenção em dia.

Esse cuidado é fundamental porque o procedimento pode causar queimaduras de 2º e 3º graus, sendo necessário tratamento médico.

O procedimento pode ser feito por esteticistas formadas, fisioterapeutas e médicos.

É importante que você saiba que o procedimento é feito para eliminar a gordura de certas regiões do corpo, e não para baixar o peso corporal como um todo.

Assim, se você estiver com sobrepeso ou obesa, esse tratamento não é o mais indicado.

Mas, se você está no seu peso ideal e deseja dar um melhor contorno ao seu corpo com a eliminação de gordurinhas localizadas, esse é um tratamento muito eficaz.

Para obter melhores resultados, alie atividades físicas e alimentação saudável.

Se você gostou deste post sobre o que é criolipólise, compartilhe nas redes sociais com as suas amigas!